Candidato da situação no Rio de Janeiro, o peemedebista Pedro Paulo acabou tendo uma votação bem menos expressiva do que esperava. Até poucos semanas atrás, o candidato e BFF do atual prefeito Eduardo Paes estava quase certo no segundo turno, ao lado de Marcelo Crivela, do PRB. Mas parece que o jogo virou, não é mesmo?

Foi uma verdadeira surra das urnas. Pedro Paulo teve XX dos votos, enquanto o candidato do PSOL em coligação com Esquerda Festiva e Baixo Gávea Marcelo Freixo teve XX do total dos eleitores do Rio de Janeiro.

Sobre a surra, as urnas se pronunciaram: “Foi legítima defesa. Todo mundo sabe que em briga de candidato e urna, ninguém mete a colher”.