Recentes acontecimentos na operação Lava Jato fizeram com que oftalmologistas do Brasil inteiro colocassem o juiz federal Sérgio Moro em pauta na CAÔ (Convenção Anual dos Oftalmologistas), onde afirmaram que Moro pode sofrer de um grave e raro quadro de daltonismo, que faz com que ele enxergue apenas a cor vermelha.

Moro está em evidência desde 2014, quando iniciou-se o julgamento dos crimes identificados na Operação Lava Jato. No centro dos holofotes, Moro tornou-se um herói para parte da população brasileira e agora paga o preço pelo título, sofrendo as consequências de se tornar um juiz celebridade.

Por onde passa, precisa tirar selfies com fãs e dar autógrafos. Críticas sobre seus looks, maquiagem e cabelo já são comuns na imprensa. Ele também já reclama da falta de privacidade, não consegue mais ir ao shopping e, como toda celebridade que se preze, sofre com dezenas de especulações acerca de sua saúde, que inundam os tabloides diariamente.

O suposto daltonismo de Moro coloca em cheque sua aptidão para continuar exercendo o papel de juiz federal da Lava Jato.

“Não possuímos provas, mas temos convicção” disse a oftalmologista Lulinda Petralhowsk, enquanto mostrava aos presentes na convenção um PowerPoint com indícios da doença que vem atrapalhando Moro no exercício de seu trabalho.