A Polícia Federal concluiu em inquérito que Lula não é proprietário do tríplex no Guarujá, imóvel que trouxe problemas judiciais para o ex-presidente. Responsável pelo processo contra Lula e ansioso para prender o ex-presidente, o juiz Sérgio Moro resolveu comprar o triplex e colocá-lo no nome de Lula para continuar o processo contra o petista.

“O Moro me ligou e ofereceu o dobro do valor de mercado do imóvel, dizendo que precisava comprá-lo urgente. Ele falou que fez uma vaquinha virtual para conseguir arrecadar o dinheiro e deixou escapar que até o ministro do Supremo Gilmar Mendes doou”, disse o corretor de imóveis, Augusto Braga da Silva.

Pessoas próximas do ex-presidente Lula dizem que, apesar de ter seu nome desvinculado ao imóvel no Guarujá, o petista continua dando o endereço do tríplex para parentes e outras visitas indesejadas.

Bruno Machado