Com o baixo desempenho da seleção masculina de futebol no início da Rio 2016 e a decepção com o jogador Neymar Jr., que rendeu até um puxão de orelhas ao vivo pelo Galvão Bueno, a busca por um novo ídolo se tornou a maior meta das Olimpíadas pelos torcedores brasileiros.

Bernardo, 12 anos, viralizou na internet e ganhou manchetes nos jornais do país inteiro após riscar o nome do atacante Neymar de sua camisa e substituí-lo pelo nome da jogadora Marta, da seleção feminina que, até então, parecia ser a última esperança do Brasil de conseguir medalhas nos jogos.

MARTA

Após a eliminação da seleção feminina e mais uma decepção, outros atletas se destacaram, ganharam medalhas e novos ídolos surgiram, fazendo com que os torcedores tivessem que acrescentar e retirar manualmente nomes de suas camisas.

675c7ea2-67b9-4eae-b8ff-bb5f43bf38ac

Para ajudar os torcedores indecisos e carentes, a CBF lançou nessa manhã, em parceria com Bernardo, uma camisa interativa da seleção, com um painel de LED acoplado, que facilitará a troca dos nomes dos atletas que se tornarem favoritos após suas conquistas.

“As novas camisas trazem infinitas possibilidades e facilidades para o povo brasileiro. Você só precisa baixar um app em seu celular e fazer a troca dos nomes. Uma versão da camisa inteiramente em LED para que o torcedor possa mudar a cor da camisa inteira e até de time já está sendo desenvolvida, assim você poderá decidir ficar do lado vencedor ainda no meio do jogo” disse o idealizador do projeto Bernardo.