Com o objetivo de melhorar o desempenho dos atletas das modalidades que envolvem combate físico, o COI decidiu adotar o som de alerta de portas se fechando do metrô nas lutas.

“Quando aquele apito toca alguma coisa é ativada no cérebro que gera uma explosão de agressividade. Fizemos um teste no Judô, e quando os atletas ouviram o som começaram a lutar UFC. Depois que adotarmos a medida, vamos ter que aumentar a classificação etária das lutas para 18 anos porque serão muito violentas”, disse Rogério Mendes, porta voz do COI.

Os lutadores rivais do Brasil estão alegando que a medida vai beneficiar os competidores brasileiros. “Os brasileiros vão se tornar invencíveis ao ouvirem o som do metrô, não é justo com os europeus”, disse um treinador alemão do boxe.

Por conta do aumento da violência nas lutas, as competições serão realizadas no Hemorio, para que se possa aproveitar o sangue retirado dos atletas durante as lutas.

Bruno Machado