Em resposta ao decreto emitido pelo governador interino do Rio de Janeiro, Francisco Dornelles, onde ele coloca o Rio de Janeiro em estado de calamidade pública, um cidadão acaba de decretar estado de calamidade privada e assume que não poderá honrar com seus compromisso e pagar suas contas e dívidas.

O cidadão, que não quis se identificar, comunicou aos bancos e prestadores de serviço que não tem dinheiro para pagar as despesas do mês e que está aguardando um aporte financeiro do governo para poder honrar suas dívidas.

Outros cidadãos estão seguindo o exemplo e também estão decretando estado de calamidade privada e aguardam também um jantar com Temer para resolverem suas vidas.