Em uma entrevista coletiva que a presidente deu hoje a jornalistas, Dilma Rousseff cometeu um ato falho e, ao se confundir com as palavras, chegou a dizer “eu me renuncio”. Após verem o vídeo, diversos procuradores do Ministério Público de São Paulo resolveram usar a fala da presidente como prova de que ela renunciou e tirá-la do cargo.

“Falou está falado, não tem mais volta. Agora ela terá que renunciar por bem ou por mal. Vamos cortar a parte do vídeo que ela fala que renuncia e usar como prova no tribunal”, disse um procurador.

Alguns funcionários do Palácio do Jaburu relataram que o vice-presidente Michel Temer teve um pequeno infarto de tanta alegria quando ouviu a fala da presidente. Assessores de Aécio Neves disseram que o senador também ficou eufórico, mas logo lembrou que não assumiria se Dilma saísse e se acalmou.

Veja o vídeo: