A agência de classificação de risco Standard and Poor’s rebaixou mais uma vez à nota do Brasil. A agência justificou a decisão alegando ter assistido à presidente Dilma Rousseff usando o termo “mosquita” em um discurso.

“É notável que o Brasil não está em boas mãos, ninguém pode dar crédito a um país que a presidente repete o termo “mosquita” várias vezes em um discurso. Até o governador Pezão aparece nas imagens perplexo com as falas de Dilma”, explicou a Standard and Poor’s.

Além do rebaixamento do país, Dilma acabou tendo outro problema relacionado a invenção da palavra “mosquita”. Um inseto transgenero irá processar Dilma por não ter chamado-o por seu nome social ao usar inadequadamente o termo “mosquita”.