Preso pela Polícia Federal em maio deste ano, o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró cumpre pena de 5 anos de prisão por lavagem de dinheiro. Pelo seu bom comportamento durante os primeiros meses na cadeia, Cerveró recebeu o benefício do indulto e poderá passar o Halloween em casa.

Enquanto deixava a prisão em Curitiba, Nestor passou por um pequeno constrangimento: um agente achou que se tratava de mais um prisioneiro tentando usar uma máscara para fugir. Cerveró passa o Halloween em casa e retorna à penitenciária após o feriado.