Após ter circulado na internet pelo mundo inteiro como sendo uma piloto russa que teria sido responsável por um ataque aéreo ao Estado Islâmico, Ana Hickmann explicou que tudo não passou de um misterioso mal entendido.

“É claro que não sou essa tal piloto russa, essa foto minha como piloto foi para um ensaio. Eu não sou piloto, nunca eu iria caber em um avião desse tamanho, ainda mais de salto agulha”, disse a modelo.

Autoridades da aeronáutica da Rússia explicaram que Ana Hickmann não poderia pilotar um avião como o mostrado na foto, já que não conseguiria usar o painel da aeronave e ver o que estava à sua frente, pois seus joelhos iriam estar dobrados em frente ao seu rosto, impedindo sua mobilidade e visão.

“Acho que talvez ela consiga pilotar um Boing 747, desde que esteja vazio e a cadeira do piloto e o painel sejam adaptados para o comprimento de seu corpo”, disse o piloto russo, Dimitri Petrovykh.

Bruno Machado