As redes sociais aproximaram as pessoas. Às vezes até demais. E muitas vezes afastaram. Um levantamento inédito feito pelo Núcleo de Estudos da América Latina (Nupal) mostrou as 10 coisa que transformam as redes em antissociais.

Digitar por 5 minutos e mandar apenas um “oi”

Esse “fenômeno” geralmente acontece quando você está digitando e aparece que a pessoa também está digitando, então você para, espera e….é apenas um “oi”

Mandar mensagens de bom dia, seguidas de emojis e frases de auto-ajuda.

Essas mensagens geralmente vêm da sua mãe, da sua tia e da sua avó que desde que ganhou um smartphone nunca mais fez nada de bom pra comer quando você vai visitá-la. (Parte boa: parou de perguntar “e as namoradinhas?”)
Contar uma história enorme dando enter a cada duas palavras.

A “Síndrome do Enter” é uma doença grave que afeta 1 em cada 10 usuários das redes sociais. Geralmente a pessoa acometida por essa doença não consegue falar “oi” e “tudo bem” na mesma mensagem. Essas pessoas só não são excluídas ou bloqueadas porque o médico mandou não contrariar.
Divulgar notícias falsas e alarmantes como se fossem verdade.

O William Bonner não falou? Então é mentira. Não existe vírus mutante nenhum que acabará com a humanidade em 35 dias.
Colocar que está de LUTO no perfil e ficar offline.

Claro que todo mundo vai querer saber quem foi que morreu, mas a pessoa apenas deixa a palavra LUTO na timeline, espera os 557 comentários perguntando o que aconteceu, pra depois da missa do sétimo dia resolver responder: meu gato.
Ter uma opinião pra tudo. Principalmente pra assuntos que não domina.

Pode parecer estranho, mas deixar passar um assunto do momento sem dar opinião não mata ninguém, tá?
Postar fotos com mais de 10 hashtags gigantes.

#NinguemGostaDeFicarTentandoLerOQueEstáEscritoNasHashTag
Marcar o amigo bêbado naquela foto de final de festa.

Mostrar que o outro é feio é a pior forma de querer parecer bonito.
Colocar foto de casal no perfil.

Todo mundo sabe que o casal é feliz. Ou que um deles foi obrigado a fazer isso. De qualquer forma, a gente só quer saber se está falando com Ele ou Ela. Com essas fotos isso sempre fica difícil.
O famoso e mundialmente conhecido: visualizou e não respondeu.

Quem gosta de falar sozinho está no Twitter e não no WhatsApp.
Regiane Virginelli