Beneficiado com um habeas corpus, Pitanguy Filho pode não escapar impune do acidente no qual matou um operário. Segundo especialistas em direito penal VIP (para ricos, famosos e filhos de famosos), o motorista pode ser uma condenação inédita na história do nosso país.
“Depois da pressão por causa do caso Thor, a sociedade não vai aceitar mais um atropelador nas ruas. Creio que ele terá uma punição exemplar: de 5 a 30 minutos na prisão”, disse o especialista.
É possível, porém, que ele cumpra um terço da pena e saia antes que o esperado. Céticos acreditam que isso é o que acontecerá: “Ele vai sair antes de minha franquia de dados acabar. E olha que ela acaba antes de eu completar essa frase”.