Russo sonha alto. Em sua casa, no Rio de Janeiro, ele imagina banquetes de amendoim, pipoca, chiclete. “Deus não dá asa a cobra e nem quebra queixo pra banguela”.
O ex-ajudante de palco procurou o Sensacionalista para fazer uma campanha por doações de dentes. “Quero ser garoto propaganda de creme dental. Se eu tivesse dentes eu poderia rir até de conta no vermelho”, diz.
O problema é que a conta realmente está no vermelho. Essa parte do texto deve ser lida com você imaginando uma trilha de sonho, edificante. “Esse é meu sonho, conto com a ajuda de todos”, disse ele ao Sensacionalista.
Quando perguntado se guardava mágoa de Xuxa por não ter sido chamado para o novo programa, Russo mostra os dentes com um sorriso: “Que nada! Somos amigos. Naquele tempo eu nem conseguia falar o nome dela, pra mim o nome dela era Sussa. Tô sussa com isso”, disse ele.
O ajudante de palco disse que está com problemas para conseguir emprego porque os palcos estão muito autosuficientes ultimamente. “Os palcos não estão precisando de ajuda. A realidade é essa”, disse Russo.