Após a rejeição da PEC 171, que previa a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos, o país enfrentou em poucas horas um aumento estarrecedor no número de crimes cometidos por adolescentes na faixa entre 16 e 18 anos. As informações são do deputado Eduardo Cunha, confirmadas pelos partidos que votaram a favor da redução.

“A criminalidade desses jovens cresceu 400 mil porcento em uma noite porque a redução da maioridade foi rejeitada”, diz o documento, citando como fonte a dona Maria, presidente do fã-clube do Datena em Passo Fundo, RS.

“Informações não param de chegar sobre crimes hediondos cometidos esta noite, eu estimo que só nesta madrugada tenha havido 35 milhões de assaltos, estupros, homicídios e colocação de arco-íris em páginas de pastores cometidos por estes marginais”, disse Cunha durante cafe da manhã com aliados.

M Zorzanelli