A Conmebol decidiu permitir o uso do tira-teima para resolver se, afinal, a dedada em Cavani entrou ou não. O resultado do teste que pode anular a expulsão do jogador. Ele se irritou com o gesto do adversário e acabou sendo expulso no jogo de ontem na Copa América. Jogadores brasileiros apoiaram a atitude de Cavani mas muita gente viu na agressão um gesto de homofobia.

O episódio pode levar a Conmebol a adotar a tecnologia para resolver casos semelhantes. Já está em estudo a implantação de um chip no dedo dos jogadores para saber de verdade se entrou ou não. Falta, porém, voluntário para o teste.