Um projeto de lei que está tramitando no congresso nacional quer tornar obrigatório o prévio conhecimento das partes quando houver um pedido de casamento. O texto do projeto prevê que ambos os lados estejam cientes do pedido com pelo menos 48 horas de antecedência. “A ideia é dar tempo ao parceiro para preparar uma resposta consciente e tomar uma decisão pensada e também evitar constrangimentos em público que podem até resultar em tragédia”, defende o deputado Romeu Casanova, autor do projeto de lei.

Não chega a ser uma tragédia, mas uma situação constrangedora como essas que a lei deseja evitar vai ganhar as telas brasileiras na próxima quinta-feira (04/06). É o dia da estreia do longa “Qualquer Gato Vira-Lata 2″. Na ficção, a personagem Tati, vivida por Cléo Pires, tem a “brilhante” ideia de fazer um pedido de casamento para Conrado (Malvino Salvador) com transmissão via internet para amigos e parentes. A resposta do pretendido? Um “posso pensar?” digno de uma lei que proíba esse tipo de pedido de casamento.

Saiba mais conferindo o trailer de “Qualquer Gato Vira-Lata 2″: