O anúncio de que quase metade dos comentários e legendas de fotos do instagram já são feitos com emojis, aqueles desenhos fofinhos que você tem no seu celular, inspirou um grupo de jovens do Rio e de São Paulo a levantar uma bandeira: a inclusão de emojis no alfabeto. Será?

“Nós usamos os emojis em quantidade, todos os dias. E eles promovem a comunicação. Ou seja: funcionam como letras. Na verdade, às vezes dizem mais do que mil palavras”, defende Silvia Leite, líder do grupo, que agora pretende levar seu manifesto à Academia Brasileira de Letras.

Nos Estados Unidos, Canadá e México já há grupos com o mesmo pleito. Em alguns lugares já estão sendo fabricados teclados de computador que incluem emojis.