Como muitos jovens no Oriente Médio, o estudante turco Aziz Muahmad é fã de futebol e especialmente do brasileiro Neymar. Por isso, Aziz não pensou em levar uma foto para o cabeleireiro de Ankara, capital do país, que faz desenhos no cabelo das pessoas usando tesouras e máquinas de barbear. Aziz apenar sentou-se na cadeira e pediu: “Quero o desenho do brasileiro Neymaier.” Por causa do sotaque e de não saber pronunciar corretamente, o nome saiu muito parecido com outro brasileiro famoso: o arquiteto Oscar Niemeyer.

“Quando acabou o corte e ele puxou o espelho, pensei que fosse um brincadeira”, disse Aziz. “Ele entrou na busca por imagens e escreveu errado, o Google corrigiu e acabei com esse velho na minha cabeça”, completou.

Agora, Aziz, que é musulmano, enfrenta ainda mais problemas em sua família, uma vez que Niemeyer nasceu de pais judeus. “Alá vai me ajudar e o cabelo vai crescer rápido”, diz Aziz, que preferiu não cortar o resto do cabelo ou ficaria com um buraco na nuca. “Não sei o que é pior, se ter um arquiteto judeu na cabeça ou ficar parecendo um louco. Da próxima vez vou pedir um desenho do ex-atacante do Flamengo Barack Obina. Não vejo como isso poderia dar errado.”

M Zorzanelli