O 12º Juizado de Pequenas Causas de Teresina, no Piauí, deu ganho de causa a uma pessoa que não aguentava mais perder tempo ouvindo mensagens de voz longas no Whatsapp, o que estabelece jurisprudência para o resto do país. Com a decisão, quem mandar mensagens de voz de mais de um minuto terá o aplicativo bloqueado automaticamente. A tolerância é de uma mensagem do tipo por ano. O Whatsapp não vai contestar a ação.

“Não é possível estabelecer causa para tal fenômeno”, escreveu em sua decisão o juiz Raimundo Nonato Cavalcanti. “Impossível dizer se é uma minoria, se são pessoas narcisistas que amam a própria voz, se são pessoas carentes ou se simplesmente são nefelibatas que esquecem o dedo no ícone do microfone enquanto desfilam suas elucubrações. O importante é que estas mensagens são insuportáveis e atrapalham a vida e produtividade do cidadão”.

M Zorzanelli