A AVISA – Associação de Videntes de Salvador, entrou na justiça ontem contra a lista de Janot, por considerá-la previsível demais. Na opinião do presidente da Associação, Herculano Quintanilha, qualquer brasileiro médio teria condições de adivinhar os nomes dos 54 envolvidos no escândalo do Petrolão, o que se configuraria em frontal obstrução ao trabalho dos cerca de 1,2 milhão de associados vivos da AVISA, além dos mais de 25,7 bilhões de espíritos que atuam no mercado por intermédio de seus associados.
Segundo Mãe Dinah, em petição psicografada pelo médium Nelson Xavier, a completa ausência de surpresas foi o principal problema da lista. Dinah também ressaltou que até os nomes que ficaram de fora da lista eram previsíveis, como o do senador Aécio Neves e o da presidente Dilma. “É realmente absurdo, todo mundo sabia que seriam poupados”, declarou a vidente, que lamentou não ter advinhado com antecedência que a divulgação da lista terminaria de forma tão óbvia. “Seria um furo”, acrescentou.
Agora, a AVISA avisa que vai monitorar também os números de audiência do reality show BBB e do novo programa de Xuxa na Record. “É tão previsível que ambos serão um fiasco que acreditamos que isso se tornará nova afronta ao nosso trabalho”, avaliou Quintanilha, que prevê novo embate na justiça, desta vez contra o Ibope.