A Divisão de Economia Unificada do Núcleo de Pesquisas da América Latina (Deu-Nupal) fez um levantamento em diversos postos de combustível do Brasil e chegou a uma conclusão surpreendente: já é mais econômico abastecer o carro com tinta de impressora do que com gasolina. “Fica ainda mais econômico quando o veículo está em modo rápido”, afirma Hélio Pires pesquisador do Nupal.

Alguns postos já estão oferecendo, além das tradicionais bombas de etanol e gasolina, as opções Veuve Clicquot e Romanée-Conti. O preço absurdo praticado pelas distribuidoras tornou a gasolina um artigo de luxo e o combustível já pode ser encontrado em lojas como a H.Stern Home e nas cafeterias Starbucks.

Conheça também a “Gasolineria” e o conceito de combustível gourmet.

L.Lanna