A estratégia dos marqueteiros do governador do Rio, Sérgio Cabral, inclui uma grande virada em sua imagem. Agora, em vez de Paris, ele vai passar as férias num lugar que ele não conhece muito bem, o interior do Rio de Janeiro. Outra medida é o fim dos passeios de helicópteros. O governador deve se deslocar pela cidade andando de trem.

Todas as mudanças foram decididas hoje durante uma reunião de emergência com a cúpula do governo fluminense. Cabral também deve jantar em barraquinhas de churrasquinho de gato. O governador só não aceitou ser levado por uma blitz na Rocinha.