O esteticista Wagner Virgílio foi detido nesta manhã em Copacabana sob a acusação de agredir uma de suas pacientes com tapas na cara. Segundo ela, tinham iniciado naquela manhã um tratamento antirrugas, quando ele lhe desferiu de imediato 3 tapas na face direita. Wagner disse aos policiais que tapas são parte do tratamento e ajudam a rejuvenescer.

A polícia do Rio de Janeiro está em busca de mais vítimas que queiram depor contra o esteticista. Após interrogar os vizinhos do consultório, os policiais revelaram que era comum ouvir gritos e choros saídos do consultório. Uma vizinha que não quis se identificar falou que as pessoas entravam feias e saíam ainda piores com olhos roxos, dentes arrancados, mas pareciam felizes por acreditar que o tratamento traria realmente resultados.

Vinícius Antunes