A jovem Natália Rocha Fetim foi aprovada em segundo lugar no mestrado de Cultura e Territorialidades na UFF com o projeto “Lençóis com elástico: uma criação machista para dificultar a dobradura das roupas de cama.” Baseada no estudo Microfísica do Poder de Michel Foucault, ela observa a dominação doméstica atual em que os homens não exploram declaradamente as mulheres, mas inventam produtos falsamente práticos para dificultar suas tarefas domésticas e deixá-las mais tempo em casa e longe do mercado de trabalho.

Segundo Natália, o lençol de elástico, em seu projeto, é uma metáfora para novos produtos que dão a falsa impressão de modernidade: “o lençol de elástico parece prático por manter a cama muito tempo forrada, mas ele é impossível de ser dobrado corretamente, necessitando de horas para a execução desta tarefa. Esta falsa aparência de modernidade vem desde a criação do ferro e da tábua de passar: uma invenção moderna que nos exige ficar passando roupa só para amassar de novo em um ciclo infinito, processo infinito.”

Vinícius Antunes