O sonho de ver o Corinthians na final do campeonato mundial moveu o preso Fernando Ferreira a fazer o que parecia impossível. Ele cavou um túnel da penitenciária de Franco da Rocha e chegou a Tóquio nesta manhã. “Eu juntei dinheiro durante anos para esse momento. O dinheiro era roubado, mas é meu, né? “, disse o preso, ao chegar à capital japonesa.

Nos últimos meses a polícia detectou um aumento impressionante na venda de pás em lojas de material de construção perto de presídios. Estima-se que o PIB da Construção Civil crescerá 5% por causa do fenômeno. A polícia ainda tentou prender novamente Fernando mas foi impossível detectá-lo no meio de uma multidão de Corinthianos que estão no Japão.

Nelito Fernandes