VOU COLOCAR A BOLINHA VERMELHA DA CLARO NO MEU NARIZ, PORQUE ESTOU ME SENTINDO UM PALHAÇO

Você deve ter mutas histórias de serviços deficientes, trapalhadas e atos de ma fé da sua operadora de celular, não é?

Pois segue mais uma, da CLARO. (Claro, né?)

Em setembro, viajei por 10 dias para Portugal. Contratei pacotes de dados e roaming internacional para a viagem. Você telefona pra claro, eles registram tudo – parece tudo lindo, né?

Aí você viaja. No seu PRIMEIRO DIA, passeando, começa a entrar no seu celular torpedos da CLARO dizendo: CONTRATE PACOTES DE DADOS!

Você, ingenuamente, pensa: ué, mas eu JÁ FIZ ISSO. Como já sabe que essas empresas não atuam eficientemente, você telefona pra CLARO. E aí passa meia hora do tempo que deveria estar passeando resolvendo um problema que já era para estar solucionado. No fim da ligação, parece que está tudo lindo de novo. Você curte sua viagem fazendo de conta que é cliente de uma empresa que vale o que vocë paga.

Então você volta ao Brasil e segue a vida. Em setembro, chega a conta do mês, com a cobrança dos pacotes internacionais contratados.

Só que, agora, na conta seguinte: chega a cobrança de dados COMO SE VOCÊ NÃO TIVESSE CONTRATADO OS PACOTES nos primeiros dias de viagem. MIL E DUZENTOS REAIS!

Enfurecido, ligo para a CLARO: depois de quinze minutos, você consegue ser atendida. Conta a história toda, em detalhes. No fim, a atendente diz “senhor, vou passá-lo para o setor de roaming”. Como assim? Vou ter que falar tudo de novo? “É que eu não queria interrompê-la, senhora”.

Então eu ligo de novo e a ligação cai duas vezes depois de eu contar toda a história. CLARO que vai cair porque eu estou usando um celular da CLARO!

Ainda bem que eu não tenho NADA mais pra fazer na vida.

Mais uma vez, OBRIGADO, CLARO!

O pior é que você pensa em mudar de companhia e os amigos dizem: “Não perca seu tempo. Todas elas dão problema!”.

OBRIGADO, ANATEL!

Eu vou fazer o seguinte: vou pegar aquela bolinha vermelha que é o símbolo da Claro e colocar no meu nariz. Porque é assim que estou me sentindo: UM PALHAÇO!