Desaparecido há anos, o futebol-arte foi visto caminhando na orla do Rio de Janeiro agora há pouco, contrariando boatos de que estivesse morto. Ele estava acompanhado do futebol-moleque e do futebol-de-várzea, que também não eram vistos há muito tempo. Futebol-arte já era considerado pelas novas gerações como uma lenda, contada por velhos saudosistas que exageravam seus feitos.

O velho futebol-arte confessa que andou uns tempos deslumbrado com os altos salários pagos na Europa, onde acabou embrutecendo. Ele passou tempos na retranca, mas ontem resolveu reaparecer. Seu único medo agora é do futebol-mascarado, que costuma aparecer sempre que o futebol-arte dá suas caras.

Depois do jogo entre Flamengo e Santos, futebol-arte declarou: “E ainda teve boatos de que eu tava na pior. Se isso é tá na pior, que que quer dizer tá bem? Porraannn”.

Leonardo Lanna e Otinelo Junior