O atacante Neymar, do Santos, perdeu um pênalti decisivo na partida de ontem contra o Grêmio Prudente. Por isso, o Santos perdeu a partida para o lanterna do campeonato por 3 X 2. Neymar não fez uma de suas tradicionais — e polêmicas — paradinhas, mas bateu alto demais e a bola acabou no travessão. É o sexto pênalti que ele perde este ano. “Se não tivesse travessão teria sido um golaço”, disse, sorridente, o atacante. “Sem falar que acertar o travessão certo era valer dois gols”.

Hoje, sem citar o caso de Neymar, a CBF anunciou que banirá os travessões de todos os gols de campos oficiais do Brasil a partir da próxima rodada. Procurada pela imprensa para comentar uma possível relação entre os fatos, a CBF classificou de  “absurda” a ligação. “Estamos banindo os travessões para aumentar o número de gols e modernizar o futebol. Isso não tem nada a ver com a demissão do Dorival Júnior, digo, com o gol perdido pelo Pelé, digo, pelo Neymar”, disse o porta-voz da instituição.

Marcelo Z.