O pisão de Felipe Melo no holandês, que resultou na sua expulsão, foi uma jogada de marketing para que a marca da chuteira usada pela seleção brasileira aparecesse em close no mundo inteiro. Fontes da CBF informaram que a marca queria mais exposição para as chuteiras e Felipe, por decisão própria, resolveu dar o pisão no adversário. “Ele me disse que faria a maior ação de merchandising da história do esporte”, disse um jogador. Felipe sabia que TVs do mundo inteiro mostrariam a chuteira bem de perto. Um assessor da CBF disse que a empresa prometeu um cachê para os jogadores que fizessem a melhor exposição de sua marca. “Depois dessa tivemos a certeza de que a lesão do Felipe não era no calcanhar e sim na cabeça”.