A ameaça de bomba que que haveria na sede da Polícia Metropolitana da Cidade do Cabo, a 15 km do estádio Green Point, palco da partida entre Itália e Paraguai, teria sido feita por um turista iraquiano que ficou surdo por causa do barulho das vuvuzelas. Ele está na África do Sul desde a semana passada e, depois de dois jogos, foi socorrido no Hospital Municipal de Joanesburgo com os tímpanos danificados. Após alguns exames, foi revelado que ele estaria totalmente surdo do ouvido direito e com 90% da audição do esquerdo perdida. Desesperado, o homem, cujo nome não foi identificado pela polícia, resolveu se vingar. Ainda não se sabe se há mesmo uma bomba ou só a ameaça, mas o governo sul-africano voltou a estudar a proibição da vuvuzela nos estádios onde estão sendo realizados os jogos.