O repórter do Sensacionalista Marcelo Zorg foi sequestrado por um grupo de fãs do cantor Luan Santana. Autor de uma reportagem que revelou que Luan é uma menina, Zorg foi levado pelas moças, chamadas pelo humorista Bruno Mazzeo de Talifãs. O redator foi capturado na saída da sede do jornal, colocado num quarto apertado e torturado. “Puseram um fone de ouvido em mim e me obrigaram a ouvir Luan o tempo todo. Foi horrível”, disse ele, em estado de choque.

Zorg afirmou que não conseguiria identificar nenhuma das agressoras. “Elas ficavam o tempo todo gritando: “Vô xingá muito no twitter”, disse o jornalista. A OAB divulgou nota de repúdio dizendo que o sequestro é um atentado contra o direito de expressão. A associação de críticos divulgou nota de repúdio dizendo que as músicas são um atentado contra o direito de audição.

Durante todo o dia de ontem, repórteres do Sensacionalista receberam ameaças de morte das Talifãs. Uma delas postou nos comentários que “A família Luan Santana” vai organizar uma passeata contra o site. O Sensacionalista apóia a manifestação mas pede que não sejam usados carros de som tocando Luan Santana.