Depois de fechar emissoras de TV e de controlar o conteúdo do que é exibido, o presidente Venezuelano Hugo Chávez tomou mais uma medida polêmica ontem. Ele anunciou que a partir dessa semana as emissoras venezuelanas estão proibidas de mostrar atrizes e apresentadoras com seios inflados por silicone ou artificialmente louras.

O presidente explicou que o padrão de beleza produzido artificialmente por meio de descoloramento dos cabelos é americanizado. Os seios grandes também seriam uma característica de mulheres dos EUA. Ele quer que as mulheres de seu país pareçam sulamericanas e não clone das norte americanas. “Temos que ter orgulho da nossa própria raça. A dominação americana começa pelo que eles dizem que é belo. Isso produz um padrão de beleza inalcançável para as mulheres venezuelanas e vai contra os interesses bolivarianos”, disse Chávez em cadeia nacional.

Chávez lembrou ainda que o Brasil tem orgulho de suas mulheres e que a Venezuela deve fazer o mesmo. “O mundo inteiro conhece a beleza da mulher brasileira e chegou a hora de a Venezuela também ser reconhecida”, disse ele, sem atentar para o fato de que no Brasil o tingimento também é comum. No Brasil, a medida causou revolta. As emissoras divulgaram nota afirmando que uma lei semelhante aqui deixaria os canais sem mão de obra feminina.