A pré-candidata petista à Presidência da República, a ex-ministra Dilma Roussef, afirmou hoje em discurso na cidade de Caipirosquinha, BA, que o primeiro ato de seu governo será proibir doenças como diabetes de circularem livremente.

“Até hoje os governantes bateram na tecla da prevenção”, disse Dilma. “E eu não vejo nenhum resultado prático. Ninguém pensou em atacar o cerne da questão, que são as doenças. Alguém precisa enquadrar essa situação.”

De acordo com a pré-candidata, as pessoas que mostrarem sinais dessas enfermidades serão multadas repetidamente até se livrarem completamente dos sintomas. “É o único jeito de criar uma população saudável. Tudo deve passar pelo governo”, completou Dilma.

A petista não pareceu se importar com as críticas de que é autoritária. “Essas doenças estão muito liberadas. O Brasil só vai crescer se nos comprometermos com o progresso”.