A advertência do Ministério da Saúde para que a população faça mais sexo foi adotada pelo Ministério da Educação, que criou o projeto Vovô Viu a Vulva, pelo qual as crianças das escolas da rede pública em todo o território nacional aprenderão a ler e escrever ao mesmo tempo que recebem as primeiras noções de educação sexual.

Criadora do projeto, a pedagoga Márcia Aleixo Tavares acredita que, assim como o aprendizado de línguas, que é mais produtivo nos primeiros anos da infância, quanto mais cedo a criança aprender sobre as relações sexuais, mais vontade ela terá de executar os ensinamentos na vida adulta. “Fizemos licitação e contratamos uam empresa sueca que fará filmes pornô infantis para os alunos de nossas escolas, utilizando os contos de fada”, afirmou ao Sensacionalista.

Os professores já estão refazendo suas cartilhas para as novas aulas, que serão ministradas a partir do ano que vem