Em mais uma ofensiva da Igreja Universal sobre os católicos, o bispo Macedo comprou ontem o passe do padre Marcelo Rossi por R$ 200 milhões. Rossi estreia já no próximo domingo pela Universal, no Maracanã, pela Taça Libertadores de Almas.

As negociações pela contratação do Padre começaram há cinco anos, mas na época ele não quis trocar de time. Hoje em segundo plano na Católica, onde o Padre Fábio de Melo vem brilhando nas apresentações, Rossi finalmente aceitou a proposta.

Analistas acreditam que a contratação do padre cantor pode afetar o esquema tático da igreja Católica, que ultimamente vem jogando na retranca por causa das acusações de pedofilia. “Padre Marcelo anda sumido e não está em sua melhor forma, mas pode desequilibrar uma partida numa lance de oportunismo”, disse o jornalista esportivo Kléber Bueno.

Sugestão do leitor Nei dos Santos