A partir do próximo mês, faculdades, empresas, repartições públicas e meios de transporte terão cotas para gordos. O Congresso aprovou ontem uma lei que prevê a reserva de 20% das vagas para pessoas acima de 140 quilos. Restaurantes, cinemas e outros locais públicos terão que reservar lugares com cadeiras especiais para gordos. Empresas e faculdades também terão reserva de vaga.

 

“Está comprovado que os gordos têm mais dificuldade de conseguir emprego por causa da sua aparência. A lei vai corrigir essa injustiça.”, disse o deputado Waldemar Pinto (PPG).

Segundo o deputado, os gordos não podem sequer ir a um cinema porque não cabem na cadeira. “A vida de um gordo é limitada”, disse. O deputado afirmou que programas de TV também terão que mostrar 20% dos personagens e apresentadores gordos. “Hoje os únicos gordos da TV são o Faustão e o Jô Soares, é muita discriminação. Se a Preta Gil fosse magra ela já estaria no lugar da Luciana Gimenez”, disse o deputado.

Pelo projeto, ônibus, metrô e outros transportes coletivos precisarão de lugares especiais nos quais os gordos possam sentar. A lei preocupa as companhias aéreas. “Se reservamos 20% dos lugares para gordos e eles forem ocupados os aviões vão cair”, disse um empresário da aviação.