Após o prefeito Marcelo Crivella  prometer atendimento diferenciado a pastores e líderes religiosos, muitos cidadãos do Rio estão se convertendo pra ver se conseguem as mesmas regalias. Foi o que nos confidenciou o fiel A.T.V, que preferiu manter sua identidade em sigilo. O mais novo membro da igreja nos contou que não queria nada demais. Apenas um bom atendimento na UPA de seu bairro e, finalmente, fazer a sua cirurgia de catarata que está agendada desde o início do ano passado.

Assim como A.T.V, muitos moradores da cidade estão apelando pra Deus para terem melhores condições de vida na cidade do Rio.

No entanto, o maior problema que a população vem enfrentando é a falta de credencial eclesiástica. Segundo consta, o prefeito não atende fiéis principiantes, mas apenas pastores renomados, líderes ou membros de carteirinha que tenham mais de um ano de pagamento de dízimo comprovado em carteira.