O TRF-4, mesmo tribunal que decidiu pela prisão de Lula em abril, soltou hoje o ex-presidente Lula, condenado a 12 anos de prisão.

O desembargador Rogério Favreto acatou habeas corpus apresentado na sexta por deputados do PT alegando que não haveria fundamento jurídico para a prisão dele.

O desembargador disse que só queria fazer alguma coisa para o brasileiro se distrair depois da eliminação da Copa.

“É também um jeito do brasileiro voltar a usar a camisa da seleção nas ruas durante os protestos que virão”, disse.

A decisão foi tão abrupta e intensa como uma decisão por pênaltis. Teve até gente reclamando que começaram a bater panelas antes deles porque na TV do prédio da frente o Lula já havia sido solto segundos antes.