Adolescent Girl with Head in Hands

Um estudo inédito do Instituto Nupal (Núcleo de Pesquisas para a América Latina) encomendado pelo Sensacionalista traz dados surpreendentes sobre a sexualidade feminina.

Após acompanhar um grupo de 200 mulheres por cinco anos, os pesquisadores descobriram que grande parte do desinteresse das mulheres em sexo tem uma raiz mais simples do que se imagina: o uso incorreto de palavras simples no português é apontada como a principal razão para as mulheres “broxarem”.

“Pensamos que havia uma tendência aí”, disse o pesquisador Wilson Pascuale. “Homens que escrevem ‘quem gostou curti’ na internet, ‘infelismente’, ‘agente’ no lugar de ‘a gente’, essas coisas, acabam acionando um gatilho químico no cérebro da mulher que impede o prazer sexual.”

“Não à toa, muitas mulheres preferem ler um bom livro a ter relações com seus parceiros. A chance de Machado de Assis escrever ‘eu ia mais não vou’ é nula”, completou.