O historiador e jornalista Paulinho Bueno tomou a polêmica decisão de viver no século 19. A escolha foi uma forma de justificar algumas falas preconceituosas e absurdas de Peninha nos últimos tempos. Em 2014 ele chamou o nordeste de “aquela bosta” e, ontem, pediu desculpas à jornalista Duda Streb pelo que chamou de “brincadeira” no programa esportivo Sala de Redação, da Rádio Gaúcha.

Peninha mandou a colega ir de “volta pra cozinha, de onde não devia ter saído”, causando desconforto. No dia seguinte, Peninha apareceu novamente, desta vez pedindo desculpas não pelo conteúdo da “piada”, mas por não ter sido engraçada. Duda chegou a chorar e receber o abraço de outras mulheres presentes na redação.

Ele ainda disse que “deixava sua mulher trabalhar”, frase que garantiu a ele o recorde mundial de maior quantidade de besteiras dita por um historiador na História.

Assista ao vídeo:

A partir de R$ 5 mensais você pode ajudar o Sensacionalista a pagar as suas despesas e fazer muito mais. Saiba como participar do nosso grupo de reunião de pauta no Telegram e acessar notícias exclusivas. Clique aqui e assine