Guilherme Pereira, de 28 anos, está processando um restaurante da Zona Sul do Rio de Janeiro após ser expulso do estabelecimento sem poder comer sua refeição. O problema entre Guilherme e o restaurante começou no almoço e acabou apenas na hora do jantar. Indeciso, ele não sabia o que escolher para colocar em seu prato e acabou terminando de monta-lo apenas às 21h.

“Tinham muitas opções. Comida japonesa, cinco tipos de carnes, infinitas saladas, quatro tipos de arroz. Isso é um absurdo! Não conseguia me decidir, mas se eles querem que os clientes decidam rapidamente, precisam diminuir a quantidade de opções” contou Guilherme.

O restaurante self-service se defendeu dizendo que, por causa de Guilherme, os outros clientes não conseguiram se servir e que ele atrasou o turno de todos os funcionários, que deixariam o local às 14h. Às 21h, Guilherme foi expulso e os funcionários comemoraram.