Na reunião pré-sinodal do Vaticano, que reuniu cerca de 300 participantes e abordou questões sobre os desafios relacionados às novas gerações de cristãos, o Papa Francisco aconselhou jovens que se tornarão padres a “não ter medo de tatuagens” e usá-las como um ponto de partida para conversas, encorajando o diálogo. Ele disse ainda que as tatuagens podem representar um pertencimento de um indivíduo a um grupo.

O Papa, no entanto, pode ter se precipitado ao dar essa declaração. Isso porque algumas tatuagens não só dão medo, como ainda podem gerar certo desconforto caso sejam utilizadas para iniciar uma conversa ou estender o diálogo.

Separamos 10 tatuagens nacionais que são ótimos motivos para desobedecer o papa e ter medo de tatuagens, sim:

Rafaella Santos, irmã de Neymar, tatuou em janeiro de 2017 seu próprio rosto em seu braço.

Barbara Evans fez esta linda homenagem para sua mãe, Monique Evans, logo após sair vencedora da sexta edição dA Fazenda. “Mãe Minha Rainha” acabou virando “Moãe Minha Bainha” e a tatuagem foi apagada alguns meses depois.

Os atores Caio Castro e Giovanna Lancellotti queriam tatuar “Muso” e “Musa”, apelido carinhoso entre eles, em árabe. Infelizmente, depois de a tatuagem ser feita, um árabe conhecido disse que a tradução estava errada e ambos agora possuem a frase “Eles estão te observando” eternizada em seus corpinhos. Medo.

Viviane Araújo, musa do Carnaval, tatuou o nome do cantor Belo, seu ex-marido.

E Belo também tatuou o nome de Viviane. As tatuagens não existem mais. Viviane apagou e Belo cobriu. Mas as fotos, essas são eternas.

Essa aqui o Papa com certeza não viu, senão, teria dito para aos jovens padres que tenham muito medo de tatuagens. Macarrão, amigo e indiciado junto a Bruno no assassinato da ex-mulher do goleiro, tatuou “Bruno e Maka A amizade nem mesmo a força do tempo irá destruir, amor verdadeiro” em suas costas. Francisco, dá uma olhada nisso, por favor.

E quem lembra dessa tatuagem que pipocou nas redes sociais no ano passado? O “herói do impeachment” teve seu rostinho imortalizado no braço de um fã. Moro, o juiz celebridade, entrou para a lista de pessoas com fãs que deveriam ser internados antes de ter o direito de andar em sociedade.

O deputado Wladimir Costa apareceu sem camisa, segurando uma latinha de Skol e com o nome de Temer tatuado em seu ombro durante a cerimônia de entrega de caminhões de lixo em um município paraense. A tatuagem, pelo menos, era falsa.

O Papa provavelmente teria uma opinião bem diferente se tivesse visto as tatuagens de Latino e Kelly Key, na época em que eram casados. “Vou te beijar…” e “Então beija” devem ter servido de inspiração para muitos casais apaixonados por esse Brasilzão, né?

E falando em Latino, Mirella Santos, que também é ex do cantor, também tatuou o nome do então amado. Espero que as próximas mulheres que se relacionarem com Latino leiam esse post e nunca mais repitam isso.

Para finalizar, essa quase homenagem ao Sensacionalista. Ok, não foi uma homenagem, achamos no Google, mas no meio de tanta coisa pra se ter medo, talvez essa o Papa de fato aprovaria.