Pessoas que prometeram desta vez assistir ao Oscar até o fim foram as primeiras a dormir, diz pesquisa

A advogada paulistana Julia Berreto, 35 anos, ama cinema. Todos os anos ela tenta ver a cerimônia do Oscar até o fim e não consegue. Desta vez ela se preparou: chochilou à tarde, tomou café assim que o Oscar começou e levou chocolates para o sofá. Ainda assim, não resistiu. Na apresentação do terceiro número musical, já estava esparramada e roncando, segundo o marido, que levou no colo para a cama.

De acordo com uma pesquisa do Instituto Nupal – o Núcleo de Estudos para a América Latina-, as pessoas que mais se preparam para assistir a eventos como Oscar, Globo de Ouro e Emmy, que vão ao ar tarde da noite no Brasil, são sempre a primeira a cair no sono. “Existe algum tipo de ansiedade que mina as energias”, diz Laura Fontes, coordenadora do estudo. Se conselho é: “No ano que vem, digam que não vão assistir e até que detestam o Oscar”.