Nenhuma piada será mais engraçada que esta entrevista do Bolsonaro em 99

Em uma entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, em 1999, o deputado federal Jair Bolsonaro, pré-cadidato à Presidência, teceu elogios ao falar do ex-presidente da Venezuela, Hugo Chávez, morto em 2013. Na entrevista, que foi desenterrada por internautas esta semana, Bolsonaro disse que Chávez era uma “esperança para a América Latina” e que “gostaria muito que essa filosofia chegasse ao Brasil”.

Nunca é o bastante lembrar que Hugo Chávez sempre foi um comunista da linha de Fidel Castro e que conseguiu aplicar um regime em que o estado controla a mão de ferro todos os setores da sociedade.

bolsonaro

Bolsonaro classificou como “jogo sujo” a divulgação da entrevista, que foi realizada meses após Chávez assumir o poder pela primeira vez, nas redes sociais. Ao Estado ele disse acreditar que Chávez faria no país vizinho o que os militares fizeram no Brasil em 1964, com muito mais força.

Infelizmente nenhuma piada feita será tão engraçada quanto Bolsonaro dizendo que “Ele [Chávez] não é anticomunista e eu também não. Na verdade, não tem nada mais próximo do comunismo do que o meio militar. Nem sei o que é comunismo hoje em dia”. Por isso, também não faremos piada com Bolsonaro dizendo que Chávez era uma figura “ímpar”.

Ao site O Antagonista, Bolsonaro se defendeu dizendo que “A gente se ilude com as pessoas”. Sobre a frase “não tem nada mais próximo do comunismo do que o meio militar”, o deputado disse que foi retirada do contexto.