Cabral e Adriana fazem teologia mas são reprovados no mandamento ‘não roubarás’

Presos na cadeia pública José Frederico Marques, em Benfica, o ex-governador Sérgio Cabral e sua mulher, Adriana Ancelmo, foram aprovados no curso de bacharelado em teologia à distância da Faculdade Batista do Paraná. O sétimo mandamento, ‘não roubarás’, no entanto, reprovou Cabral e Adriana, que precisarão fazer segunda chamada.

Após uma revista nas celas e a descoberta de material que seria utilizado como cola nos outros mandamentos, para conseguir passar nas matérias ‘não levantarás falso testemunho’ e ‘não cobiçarás as coisas alheias’ o casal estaria tendo aulas de reforço.

De acordo com a lei, a cada três dias de estudo há a redução de um dia na pena. Cabral, condenado a 72 anos de prisão e réu em mais 13 ações penais, poderá se formar em todos os cursos disponíveis no Brasil até ser solto.

Cabral prestará ainda o Enem nos próximos dias 12 e 13, para tentar uma vaga no curso de história. Ele já separou queijos importados, camarões e até bolinhos de bacalhau, guardados em sua cela, para levar para a sala durante a prova.