Queijo de R$ 300 encontrado em cela de Cabral assina delação premiada

Uma vistoria do Ministério Público na última sexta-feira descobriu na cela do ex-governador do Rio, Sérgio Cabral, um pote de queijo Chavroux, feito à base de leite de cabras francesas e que custa a bagatela de R$ 300. O queijo e as cabras já assinaram delação premiada.

Na galeria C da Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, que Cabral divide com seus aliados, foram encontrados ainda um presunto importado português, que custa R$ 225 o quilo, castanhas-do-pará de R$ 120 o quilo, outros queijos importados, bolinhos de bacalhau e até camarões. Os camarões ainda estão negociando um acordo.

Após a apreensão, o número de brasileiros cometendo crimes para tentar uma vaga na cela de Cabral subiu 78%. De acordo com um dos criminosos, que não quis se identificar, a comida na cadeia onde Cabral está preso é melhor e mais farta que na mesa dos brasileiros.