O presidente Temer foi internado para exames na manhã de hoje após sentir “um desconforto” e fez exames urológicos devido a uma obstrução no sistema renal. 

Temer já recebeu alta após o ministro do STF Gilmar Mendes conceder um habeas corpus que liberou a uretra presidencial. 

Durante as horas em que não se conhecia a gravidade do quadro de saúde de Temer, o Capeta articulou novas alianças por medo de perder o controle do Inferno para o PMDB.

Um paleontólogo havia sido chamado às pressas para operar Temer, uma vez que um médico formado no século passado não reconheceu a anatomia de Temer. 

O grande pacto para estancar a sangria passa bem. 

M Zorzanelli