Carta de Temer para deputados começa com expressão latina ‘creditus ou debitus?’

O presidente Michel Temer escreveu uma carta para os deputados que votarão se o processo contra ele deve ou não ser arquivado. O texto abre com a expressão latina “Creditus ou Debitus?”, proferida pelo filósofo romano Peemedebus.

Em português, a expressão quer dizer “Mando a mala agora ou vai querer em emendas?”.

A expectativa é que o risco de deflação – a baixa generalizada nos preços, tão perigosa quanto a inflação – desapareça com o aumento do preço dos deputados após os vídeos de Funaro denunciando o esquema de Temer.

Depois, temer diz que está sendo vítima de “uma conspiração”. Aliados de Rodrigo Maia investigados por corrupção já começaram a cortejar o presidente da Câmara para dividir os 100 anos de perdão que ele receberá ao trair Temer.