Desempregado que assistiu ‘Marley & Eu’ na Sessão da Tarde não sabe mais por que está chorando

O jornalista Marcelo Esteves engrossa o número recorde de desempregados no país, que chegou a mais de 12 milhões de pessoas em dezembro.

Com as tardes livres, Marcelo acompanha a programação da TV aberta porque sua TV a cabo e Internet rápida foram cortadas. “Já decorei todas as falas do Chaves e me peguei torcendo para ter tragédia para deixar a Sonia Abrão feliz”, conta.

Na tarde de hoje, Marcelo chegou do centro da cidade decepcionado após não encontrar vagas no departamento de limpeza urbana da prefeitura, ligou a TV e pensou que se divertiria com um filme sobre um cachorro labrador.

O que Marcelo não esperava era que o filme Marley & Eu seria tão triste. Logo o desempregado se viu aos prantos, chorando com a cena em que o cachorro é encontrado doente na chuva e já não sabia mais se suas lágrimas eram por Marley ou por seus problemas financeiros.

“Poxa, não faz isso comigo não… O Marley, poxa… Minha conta bancária… Não dá, pega uma água lá para mim. Eu não sou disso. Eles eram tão felizes… Faz dois anos que eu não sei nem o que é comer no Giraffas”, disse, antes de irromper em choro convulsivo.

Depois de três copos de água com açúcar, o jornalista conseguiu retomar a calma. “Por favor, me arranja uma vaga no Sensacionalista pelo amor de Deus”.

O Sensacionalista não está contratando.