Temer gosta de ir a China porque lá ninguém percebe que ele é falsificado

Em sua segunda visita à China enquanto presidente do Brasil, Michel Temer admitiu que se sente à vontade no gigante asiático porque “lá ninguém fica reparando que ele é presidente pirata”, diz um assessor.

Temer recebeu uma homenagem do colega chinês Xi Jinping: uma etiqueta com os dizeres “Made in China” que deverá ser costurada nas costas do dirigente brasileiro.

Num esforço de poupar dinheiro público, Temer disse que vai aceitar uma oferta do site Ali Express de mandá-lo para o Brasil com frete grátis e sem taxas.